Total de visualizações de página

terça-feira, 21 de junho de 2011

Solstício de inverno, 21 de junho.

21 de junho no hemisfério sul é marcado por um fenômeno astronômico chamado de solstício de inverno. A palavra solstício vem do latim (sistere, que não se move). O acontecimento marca o dia em que o Sol chega ao extremo do Hemisfério norte,  ou a maior declinação em latitude, por isso nessa data temos a noite mais longa do ano. No Hemisfério norte acontece a mesma coisa, só que no dia 22 de dezembro, onde o Sol chega ao extremo no Hemisfério sul.  Na linha do equador (latitude de 0°) a duração do dia é fixa  durante todo o ano, sendo 12 horas para o dia e 12 horas para a noite, por isso o que muda é a elevação do Sol (mais para o norte, inverno, mais para o sul verão), diferentemente dos polos, onde o solstício de inverno marca a noite mais longa do ano com 24 horas ininterruptas, daí então irão se seguir os dias em que o Sol mal nasce e se põe ficando a cada dia mais tempo sem se por até que venha o solstício de verão e o dia dure 24 horas. 
 A data já era comemorada pelos povos antigos de várias partes do mundo  porque marcava o renascimento da luz, seria o dia mais curto do ano, os dias que se seguissem seriam mais longos em relação ao dia 21. Os povos antigos não possuíam calendário sempre a mão como fazemos hoje, mas tinham que saber que o tempo mudou, em que estação estavam, quanto tempo faltava pra acabar, era questão de vida ou morte. O conhecimento deles sobre os astros ditava se eles deveriam  continuar vivos, tudo apenas por meio de observações.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Eclipse lunar, Quarta-feira, 15 de junho de 2011

Nesta quarta-feira um eclipse lunar total ocorre no Brasil. Ele começa ás 17:25 horas e a previsão é que o eclipse dure por 1 hora e 47 min. O último tão longo quanto este ocorreu no ano 2000. Eclipses lunares ocorrem quando a Terra fica entre o Sol e a Lua, então uma sombra da Terra é projetada cobrindo a face  lunar. As imagens estarão disponíveis no youtube.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Dificuldades para localizar um agrupamento de estrelas

De fato, localizar e identificar uma constelação não é muito fácil para  quem não tem o hábito de observar o céu durante a noite. Trata-se de uma questão de familiarizar-se com as estrelas a ponto de não confundir umas com as outras. É natural que haja dificuldades, afinal de contas é como ligar um joguinho de pontos onde estes não ficam no mesmo lugar a depender do horário e muito menos a depender da época do ano. É interessante que uma pessoa leiga que se interesse pelo assunto tente identificar constelações mais fáceis como o Escorpião ou as Três Marias (cinturão de Órion), estas nunca poderão ser visíveis inteiramente no mesmo horário, pois quando uma está aparecendo no leste a outra está desaparecendo no oeste, não sei exatamente a distância entre o Escorpião e as Tres Marias, mas é algo aproximado em 180°.

88 constelações

As constelações são classificadas em boreais (hemisfério norte), austrais (hemisfério sul), zodiacais (região celeste onde passam os planetas a Lua e o Sol), circumpolar norte ou sul (designação dada a um astro que permanece acima do horizonte durante todo um dia, só ocorre nos polos) e equatorial ( localizam-se na região da linha do equador. Algumas constelações zodiacais estão situadas também na linha do equador).

Constelação ( latin)     (português)          Estrela mais brilhante            Localização

AraAltarAraAlpha AraeAustral
AndromedaAndrômedaAndAlpheratzBoreal
AquariusAquárioAqrSadal MelikZodiacal
ApusAve do ParaísoApsAlpha ApodisCircumpolar Sul
AquilaÁguiaAqlAltairEquatorial
LibraBalançaLibZubenelgenubiZodiacal
CetusBaleiaCetMenkarEquatorial
BootesBoieiroBooArcturusEquatorial
CaelumBuril (do Escultor)CaeAlpha CaeliAustral
PyxisBússolaPyxAlpha PyxidsAustral
Coma BerenicesCabeleira de BereniceComDiademaEquatorial
ChamaeleonCamaleãoChaAlpha ChamaeleontisCircumpolar Sul
CapricornusCapricórnioCapAlgedi (Al Giedi)Zodiacal
CancerCaranguejo (ou Câncer)CncAcubensZodiacal
CarinaCarena (ou Quilha)CarCanopusAustral
AriesCarneiro (ou Áries)AriHamalZodiacal
CassiopeaCassiopéiaCasSchedarBoreal
EquuleusCavalo MenorEquKitalphaEquatorial
Canis VenaticiCães de CaçaCVnCor CaroliBoreal
Canis MaiorCão MaiorCmaSiriusEquatorial
Canis MinorCão MenorCmiProcyonEquatorial
CepheusCefeuCepAlderaminCircumpolar Norte
CentaurusCentauroCenTolimanAustral
CygnusCisneCygDenebBoreal
AurigaCocheiroAurCapellaBoreal
CircinusCompassoCirAlpha CirciniAustral
Corona AustralisCoroa AustralCrAAlpha Coronae AustraAustral
Corona BorealisCoroa BorealCrBAlphecca, GemmaBoreal
CorvusCorvoCrvAlchibaEquatorial
CruxCruzeiro do SulCruAcruxAustral
DelphinusDelfimDelSualocinEquatorial
DoradoDouradoDorAlpha DoradusAustral
DracoDragãoDraThubanCircumpolar Norte
EridanusEridanoEriAchernarEquatorial
ScorpiusEscorpiãoScoAntaresZodiacal
ScutumEscudo (de Sobieske)SctAlpha ScutiEquatorial
SculptorEscultorSclAlpha SculptorisAustral
NormaEsquadro (ou Régua)NorGamma2 NormaeAustral
PhoenixFênixPheAnkaaAustral
SagittaFlechaSgeAlpha SagittaeEquatorial
FornaxForno (Químico)ForAlpha FornacisAustral
GeminiGêmeosGemCastorZodiacal
CamelopardusGirafaCamAlpha CamelopardusCircumpolar Norte
GrusGrouGruAl NairAustral
HerculesHérculesHerRasalgethiBoreal
HydraHidraHyaAlphardEquatorial
HydrusHidra MachoHyiAlpha HydriCircumpolar Sul
IndusÍndioIndAlpha IndiAustral
LacertaLagartoLacAlpha LacertaeBoreal
LeoLeãoLeoRegulusZodiacal
Leo MinorLeão MenorLmi46 LmiBoreal
LepusLebreLepArnebEquatorial
LynxLinceLynAlpha LyncisBoreal
LyraLiraLyrVegaBoreal
LupusLoboLupAlpha LupiAustral
AntliaMáquina PneumáticaAntAlpha AntiliaeAustral
MensaMesa (Monte)MenAlpha MensaeCircumpolar Sul
MicroscopiumMicroscópioMicAlpha MicroscopiiAustral
MuscaMoscaMusAlpha MuscaeAustral
OctansOitanteOctnu OctantisCircumpolar Sul
OrionÓrionOriBetelgeuseEquatorial
PavoPavãoPavPeacockAustral
Piscis AustrinusPeixe AustralPsAFomalhautAustral
VolansPeixe VoadorVolAlpha VolantisAustral
PiscesPeixesPscAlreschaZodiacal
PerseusPerseuPerMirfakBoreal
PegasusPégasoPegMarkabEquatorial
PictorPintorPicAlpha PictorisAustral
ColumbaPomba (de Noé)ColPhaetAustral
PuppisPopa (do navio Argus)PupNaosAustral
VulpeculaRaposaVulAlpha VulpeculaeEquatorial
HorologiumRelógioHorAlpha HorologiiAustral
ReticulumRetículoRetAlpha ReticuliAustral
SagittariusSagitárioSgrRukbatZodiacal
OphiuchusSerpentário (Ofiúco)OphRas AlhagueEquatorial
SerpensSerpente (Cabeça e Cauda)Ser|UnukalhaiEquatorial
SextansSextanteSexAlpha SextantisEquatorial
CraterTaçaCrtAlkesEquatorial
TelescopiumTelescópioTelAlpha TelescopiiAustral
TaurusTouroTauAldebaranZodiacal
TriangulumTriânguloTriRasalmothallahBoreal
Triangulum AustraleTriângulo AustralTrAAtriaAustral
TucanaTucanoTucAlpha TucanaeAustral
MonocerosUnicórnioMonAlpha MonocerotisEquatorial
Ursa MaiorUrsa MaiorUmaDubheBoreal
Ursa MinorUrsa MenorUmiPolarisCircumpolar Norte
VelaVelaVelSuhail al MuhlifAustral
VirgoVirgemVirSpicaZodiaca

sábado, 11 de junho de 2011

Localização

Constelação

À noite olhando para o céu, longe das luzes da cidade, livre da poluição ou caso o tempo não esteja nublado, você verá uma série de pontinhos brilhantes, ( na maioria dos casos) são as estrelas.
Quando ligadas por linhas imaginária as estrelas formam  figuras de seres animados, inanimados ou fictícios no qual recebem a denominação de constelação. As constelações há muito tempo foram percebidas pelas pessoas sendo usadas para localização, prever mudanças no clima, cheias dos rios e até para explicar fatos dos quais não se sabia o motivo. Muitas pinturas rupestres da América já traziam desenhos de constelações. No antigo testamento da Bíblia sagrada são citadas constelações usadas hoje no nosso mapa celeste;  " o que fez a ursa, o Órion, e as Plêiades, e as recâmaras do sul" (Jó 9:9).  As pirâmides do antigo Egito não foram construídas em conformação ao acaso, a engenharia da época se baseou na constelação de Órion. Os respiradores da pirâmide de Quéops apontam para a constelação de Órion ( mais precisamente para as Três Marias, como é conhecido o cinturão de Órion aqui no Brasil), provavelmente para direcionar a alma do faraó morto. Curiosamente as três pirâmides de Gizé formam uma imagem das Três Marias como se fosse um espelho da constelação ( lógico que devido a uma variação no eixo da terra hoje não está tão alinhado), Gizé está a oeste do Nilo assim como as Três Marias estão a oeste de um dos braços da via-láctea, exatamente na mesma proporção que um está para o outro, ou seja uma visão aérea das pirâmides de Gizé  juntas ao Nilo é como se você estivesse olhando para constelação de Órion ao lado de um dos braços da Via-Láctea.

Órion

A constelação de Órion  apresenta quatro estrelas principais na sua periferia, sendo elas Betegeuse, Rigel, Bellatrix e Saiph. Uma curiosidade é que a estrela do meio da espada de Órion não é uma estrela e sim a nebulosa M42, uma região repleta de gás e poeira onde surgem muitas estrelas. Órion éuma constelação fácil de ser observada, pois localiza-se na região da linha do equador, possui estrelas bem visíveis além de três estrelas no centro chamadas de Três Marias ou Cinturão de Órion. É bem visível a partir do mês de outubro aqui no Brasil, estendendo-se até abril, dependendo do horário.
Na mitologia grega, Órion era o grande caçador, amado por Artemis, grande caçadora e irmã de Apolo. Este por sua vez não aprova o romance entre os dois e decide matá-lo, para isso usa um escorpião. Só que ao tentar fugir do escorpião Órion é atingido por Artemis, que o fere sem querer matando-o. Chorando, Artemis pede a Zeus que coloquem Órion e o escorpião entre as estrelas, transformando-os assim em duas constelações.
A gigantesca constelação de escorpião, também conhecida como a 8ª constelação do zodíaco é bem visível  nos meses de abril a outubro, nela brilha  a estrela de antares ou alfa de escorpião, é fácil de ser observada durante o inverno.